IMG_1591_edited_edited.jpg

VidaAfrolatina anuncia os subsídios inaugurais concedidos
a organizações lideradas por mulheres negras na América Latina que abordam a Violência Sexual

Março 2021

VidaAfrolatina está muito feliz em anunciar nossas primeiras parceiras contempladas. Selecionadas mediante um processo participativo, quatro organizações na América Latina —lideradas por mulheres negras e afrodescendentes — proporcionarão experiências de cura culturalmente relevantes em suas comunidades e promoverão iniciativas para reduzir e, por fim, eliminar a violência sexual.

Embora normalmente percebida como uma questão de justiça de gênero, VidaAfrolatina reconhece que a violência sexual é também uma questão de justiça racial. Mulheres de ascendência africana têm sido vítimas de violência sexual de forma desproporcional nas Américas desde o início do comércio transatlântico de africanos escravizados há 500 anos.

 

Sem investimentos nas soluções apresentadas por mulheres afrodescendentes para suas comunidades, os problemas estruturais e interseccionais que perpetuam a violência sexual continuarão em grande parte intactos e ignorados. VidaAfrolatina está empenhada em preencher essa lacuna de recursos voltados para o fortalecimento e expansão do trabalho de organizações de mulheres negras.

 

Apesar de terem sido grandemente vitimizadas nas Américas, mulheres afrodescendentes reivindicaram suas habilidades, sabedoria e coragem como ativistas, defensoras dos direitos humanos e agentes de mudança ao longo dos últimos cinco séculos. VidaAfrolatina está honrada em fazer parceria com organizações que assumem o trabalho de liderança iniciado pelas líderes quilombolas — Polonia no século 16, Colômbia; Dandara no século 17, Brasil; e muitas outras mulheres conhecidas e não conhecidas que mobilizaram, inovaram e lutaram pela justiça e pela paz.

Dezoito organizações apresentaram propostas e selecionaram as organizações contempladas a partir de uma avaliação democrática e um método de pontuação. Esse processo participativo gerou um grupo extremamente diversificado. Cada região da América Latina está representada. Líderes de projetos variam de 20 a 48 anos de idade. Seus projetos incorporam uma variedade de modalidades com o objetivo de promover a cura e gerar uma mudança sistêmica. Tais modalidades incluem animação digital, jornalismo de *escrevivência, pesquisa de photovoice e fitoterapia africana.

VidaAfrolatina está comprometida com o processo participativo de concessão de subsídios porque ele transfere, de forma intrínseca, o poder para os historicamente excluídos. Nosso modelo permite que mulheres afrodescendentes — as quais entendem melhor que ninguém o problema da violência sexual e seus impactos em suas vidas e comunidades — controlem decisões de financiamento e determinem suas próprias soluções.

Índices de violência sexual aumentaram, dificuldades econômicas e desigualdades se exacerbaram durante a pandemia da Covid-19. Um compromisso ampliado com os movimentos de mulheres negras do setor filantrópico é imprescindível. A organização internacional de direitos humanos das mulheres “MADRE” financiou o ciclo-piloto de subsídios da VidaAfrolatina neste período crítico. Nosso grupo-piloto se expandiu de três para quatro organizações graças ao apoio de doadores individuais.

organizações contempladas no ciclo-piloto de subsídios

Exercise Group

Afropoderosas 

Costa Rica e México

Projeto: Empoderando Mi Cuerpo Afrodescendiente (Empoderando Meu Corpo Afrodescendente)

AfroPoderosas educará mulheres jovens afrodescendentes de áreas rurais em ambos os países sobre a prevenção e redução de risco da violência sexual.

Women Colleagues

Colectivo Ilé

Porto Rico

Projeto: Talleres contra la Violencia Sexual: Raza y Género (Workshops Contra a Violência Sexual: Raça e Gênero)

Colectivo Ilé documentará, por meio de histórias orais, as conexões entre raça, gênero e violência sexual.

All Hands In

La COMADRE de AFRODES

Colômbia

Projeto: Sensibilización sobre la Violencia Sexual vivida por Mujeres Negras Afrodescendientes, través de la Animación Digital (Conscientização, através do uso de Animações Digitais, sobre a Violência Sexual Vivenciada por Mulheres Negras e Afrodescendentes)

La COMADRE produzirá vídeos de animação digital como ferramenta pedagógica para compartilhar histórias de mulheres negras e como um processo de cura.

A Young Woman Writing

Revista Afirmativa Coletiva de Mídia Negra

Brasil

Projeto: Jornalismo de “Escrevivência”: Narrativas de Mulheres Negras pelo Enfretamento da Violência Sexual

Revista Afirmativa produzirá uma série de relatórios de multimídia analisando a violência sexual e a masculinidade tóxica.

*Escrevivência é uma prática literária idealizada pela autora negra e brasileira “Conceição Evaristo”, que evidencia o poder das mulheres negras que escrevem sobre suas próprias experiências.